O SINTRA

SINTRA é a sigla de “Sindicato Nacional dos Tradutores”, entidade oriunda de um grupo de tradutores que se abrigava, no Rio de Janeiro, desde o início dos anos setenta, na SBAT – Sociedade Brasileira de Autores Teatrais. A primeira conquista desta antiga associação de tradutores foi o reconhecimento da profissão de tradutor, o que se deu em 1988. (1)

A partir do reconhecimento oficial da existência da profissão de tradutor, foi possível fundar-se um sindicato, o que aconteceu em 30 de novembro de 1988, no Rio de Janeiro. O SINTRA é, desde sua inscrição no Ministério do Trabalho e Previdência Social, o órgão que representa os tradutores e intérpretes em todo o território nacional. (2)

O Sindicato participou, em 2000, das reuniões, em São Paulo, para a descrição da profissão, que passou a constar do Catálogo Geral das Profissões do Ministério do Trabalho.

São inúmeras as atividades desenvolvidas pelo sindicato, mas há três vertentes principais a que o SINTRA vem se dedicando em todos esses anos:

A busca de remuneração digna. O SINTRA publica, a partir de consultas aos profissionais bem remunerados, uma lista de preços recomendados que há muito tempo serve de orientação para as grandes empresas privadas e públicas pagarem os serviços de tradução que encomendam, e para os profissionais balizarem os seus preços pelo setor mais bem remunerado do mercado. Tem interesse, também, na determinação de um piso salarial, embora os tradutores com salário fixo sejam minoria dentro da categoria.

A luta pelo recebimento, pelos tradutores de livros, de direitos autorais. Embora se reconheça amplamente que os tradutores são co-autores dos livros que traduzem, a prática das editoras é comprar esses direitos juntamente com a remuneração paga pelo serviço de tradução. O SINTRA vem fazendo instâncias junto aos editores para modificar essa situação.

O apoio aos tradutores nas suas questões com os clientes. O sindicato se mobiliza para fazer valer os direitos dos tradutores diante das dificuldades para receber o pagamento pelos seus serviços.

O SINTRA Busca, também, de todas as formas, dar apoio à categoria, não somente na sua defesa, mas também por meio da informação útil.

Em 3 de dezembro de 1999 fundou-se, a partir do SINTRA e tendo como membros natos os membros do SINTRA de então, a ABRATES – Associação Brasileira de Tradutores, hoje totalmente independente do sindicato e responsável pelos exames de credenciamento de tradutores em todo o Brasil, além de outras iniciativas de grande interesse para tradutores e intérpretes.

DIRETORIA – (DEZ/2017 A DEZ/2019)

Presidente
Luisa Prieto Lamas

1º Vice-Presidente
Iraê Sassi

2ª Vice-Presidente
Ana Beatriz Caldeira Ferreira Braga

Secretário Geral
Daniel Erlich

1ª Secretária
Paloma Bueno Fernandes

2ª Secretária
Franziska Lustosa Becskehazy

1ª Tesoureira
Anapaula Vaz Correa Maia

2ª Tesoureira
Sandra Cristina Possas

CONSELHO FISCAL

Titulares
1ª- Cláudia Amélia Fleith
2º- Luiz Augusto Ferreira Araujo
3ª- Annie Paulette Cambe

Suplentes
1ª- Sylvia Brandão Nóbrega
2º- Leonardo Milani
3ª- Liane Lazoski

Portaria No 3.264, de 27 de setembro de 1988, publicada no Diário Oficial em 3 de outubro de 1988.

Despacho da Secretaria Nacional do Trabalho de 25 de junho de 1990, publicado no Diário Oficial em 25 de junho de 1990.

SINTRA – Sindicato Nacional dos Tradutores
Rua da Quitanda, 194 | sala 708
Centro - Rio de Janeiro - RJ
CEP 20091-005

Tel.: (21) 2253-1616
Fax: (21) 2263-6089

TOP